Seminários 30 Anos de Geledés: SOS Racismo: histórico de luta e estratégias de litígio no direito brasileiro e internacional – São Paulo/SP, 19/04/2018

27/03/2018 - 16:04 -
Print Friendly, PDF & Email
Email this to someoneShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Os Seminários 30 Anos de Geledés celebrarão a trajetória política e social do Instituto da Mulher negra, e serão realizados entre os dias 05 e 19 de abril de 2018 no SESC Vila Mariana/SP.

Os eventos trarão à luz o momento político que permitiu a emergência de organizações da sociedade civil como Geledés Instituto da Mulher Negra e outras iniciativas dos movimentos de mulheres e negros no Brasil nos anos de 1980. Análise no processo que resultou na Constituição Federal de 1988, consagrando os novos direitos para negros e mulheres, que se dará em diálogo com as novas gerações de militantes sobre o legado de lutas e conquistas dos movimentos das mulheres e negros nas últimas três décadas.

PROGRAMAÇÃO

Dia 19 de abril: 

14h às 17h – SOS Racismo:  histórico de luta e estratégias de litígio no direito brasileiro e internacional

Com base na experiência de assistência legal para vítimas de racismo desenvolvida por Geledés, popularmente conhecida como SOS Racismo, será realizada a discussão sobre o racismo na sociedade brasileira e debate sobre os desafios para seu enfrentamento na esfera jurídica, com apontamento de políticas publicas necessárias nessa área.

Palestrantes:

Antonio Carlos Arruda
Advogado; ex-Coordenador Estadual de Políticas para a População Negra e Indígena.

Eliane Dias
Advogada; Coordenadora do SOS Racismo na Assembléia Legislativa de São Paulo/ALESP; CEO da produtora Boogie Naipe.

Eunice Prudente
Professora Doutora da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo – USP.

Rodnei Jericó
Advogado, mestrando em Direitos Humanos; articulista esportivo; coordenador do projeto SOS Racismo de Geledés Instituto da Mulher Negra.

Sonia Maria Nascimento
Advogada; coordenadora do projeto Promotoras Legais Populares-PLPs – Geledés Instituto da Mulher Negra.

Debatedores:

Allyne Andrade
Advogada; doutoranda em Direitos Humanos; supervisora de educação do IBCCRIM-Instituto Brasileiro de Ciências Criminais.

Sinvaldo José Firmo
Advogado; coordenador do Departamento Jurídico do Instituto do Negro Padre Batista.

Mediação:

Maria Sylvia Oliveira – Presidenta de Geledés Instituto da Mulher Negra

17h30 às 20h30 – Projeto Rappers: reflexão sobre o movimento hip hop

Resgate das ações desenvolvidas pelo Projeto Rappers, da participação do movimento hip hop no cenário musical nos últimos 30 anos, bem como sua atuação para os avanços nas discussões sobre a juventude negra brasileira.

Palestrantes:

Clodoaldo Arruda
Filósofo; rapper; ex-articulista da revista Pode Crê e ex-membro do Projeto Rapper.

Flávio Carrança
Jornalista; Coordenador da Comissão de Jornalistas Negros pela Igualdade Racial-COJIRA/SP

Marco Antonio Silva
Músico, rapper, Grupo DMN; ex-articulista da revista Pode Crê! e ex-integrante do Projeto Rapper.

Sharylaine
Rapper; compositora; arte-educadora e produtora cultural; ativista cultural.

Debatedores:

Jaqueline Santos
Doutoranda em Antropologia; pesquisadora dos temas juventude, educação, políticas sociais, relações étnico-raciais, gênero, pós-colonialismo, cultura hip-hop e PALOP (países Africanos de Língua Oficial Portuguesa)

Marcelo Cavanha
Educador social; militante da Rede Quilombaço e Fórum de Hip Hop de Jabaquara.

Mediação:

Solimar Carneiro – Coordenadora Executiva – Geledés Instituto da Mulher Negra

Local do Evento: SESC Vila Mariana – Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana – São Paulo/SP – Telefone(11) 5080.3000