#AbortoSemCrime | Rebeca Mendes: “Fiz um aborto na Colômbia por não conseguir realizá-lo no meu país”

06/03/2018 - 14:59 -
Print Friendly, PDF & Email
Email this to someoneShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, Marie Claire se une a personalidades como Monica Iozzi, Luciana Temer e Pinky Wainer (muitas delas, mães felizes e realizadas) e lança uma campanha pelo direito de decidir

(Marie Claire, 06/03/2018 – acesse no site de origem)

Quando meu processo se tornou público, fui alvo de diversas ofensas como vagabunda, irresponsável e assassina”, conta Rebeca Moraes, estudante e mãe de dois filhos. “Ninguém perguntou pelo pai”. O caso repercutiu nacionalmente quando solicitou à Justiça brasileira a permissão de realizar o procedimento na quinta semana de gestação. Com o pedido negado, contou com o apoio da Anis – Instituto de Bioética, ONG que milita pelos direitos reprodutivos no Brasil, e realizou o aborto na Colômbia, onde é legal dede 2006 para mulheres que alegam não ter condições para criar os filhos. “Sou mãe solteira, lutei para entrar na faculdade e dar uma vida melhor aos meus filhos. Não quis abrir mão disso porque poderíamos passar fome.”

No segundo episódio de nossa websérie #AbortoSemCrime, assista ao depoimento da estudante, que virou símbolo da causa sob a hashtag #PelaVidaDeRebeca.