“Nenhum país eliminou com sucesso a discriminação à mulher”, diz ONU

25/06/2018 - 17:30 -
Print Friendly, PDF & Email
Email this to someoneShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Nesta segunda-feira (25), a ONU comemora os 25 anos da Declaração de Ação de Viena, um tratado dos países-membros que estabelece os direitos das mulheres como “uma parte indivisível dos direitos humanos”.

(Universa, 25/06/2018 – acesse no site de origem)

Mais de duas décadas depois do comprometimento, no entanto, relatores da ONU afirmam que nenhum país teve sucesso em eliminar a discriminação ou alcançar a igualdade de gênero.

A declaração faz parte do relatório publicado em Genebra para celebrar o aniversário da Declaração de Viena.

No texto, cinco especialistas – Alda Facio, da Costa Rica, Meskerem Geset Techane, da Etiópia, Melissa Upreti, do Nepal e dos EUA, Ivana Radacic, da Croácia e Elizabeth Broderick, da Austrália – fazem um balanço do que mudou de 1993 para cá.

Para eles, é preocupante como “a aliança de ideologias políticas conservadoras e de fundamentalismos religiosos” dificultem o avanço de pautas feministas, como como o aborto no Brasil.

No relatório, eles sugerem ações urgentes para driblar esse problema, que “ameaça minar, desgastar e até mesmo reverter os direitos das mulheres que foram conquistados com dificuldades”