Campanhas contra a violência à mulher

13/08/2009 - 23:17 -
Print Friendly, PDF & Email
Email this to someoneShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

O Instituto Patrícia Galvão realizou três campanhas publicitárias sobre violência contra a mulher, em parceria com diferentes empresas e instituições, em 2004, 2005 e 2006. Os spots ainda são levados ao ar em nível nacional por algumas emissoras. Confira, abaixo.

Onde tem violência, todo mundo perde – 2006

A campanha Onde tem violência, todo mundo perde coloca os homens no centro do debate, estimulando a mudança de atitude e do comportamento masculino em relação à violência doméstica.

Os spots foram veiculados em 2006 em todo o país pelas emissoras afiliadas da Rede Globo, TVs educativas, canais a cabo e UHF. Ainda hoje são utilizados em eventos e levados ao ar por várias emissoras.

Essa iniciativa do Instituto Patrícia Galvão deu continuidade às campanhas realizadas em 2004 e 2005 e contou com a parceria de Bá Assumpção, Centro de Educação para a Saúde, O2 Filmes, Instituto Opinião e Rebouças & Associados.

spot tapa

 

spot medo

 

Chega de esconder – 2005

Essa campanha busca encorajar as mulheres em situação de violência doméstica a romper o silêncio e encontrar saídas.

Veiculados em 2005 por afiliadas da Rede Globo, TVs educativas, canais a cabo e UHF em todo o país, os spots são transmitidos ainda hoje por várias emissoras e utilizados em eventos. Uma realização do Instituto Patrícia Galvão e Duda Propaganda.

spot escada

 

spot lata

 

Onde tem violência, todo mundo perde – 2004

Primeira campanha contra a violência a mulher realizada pelo Instituto Patrícia Galvão, tem os homens agressores como foco e foi levada ao ar por emissoras afiliadas da Rede Globo, TVs educativas, canais a cabo e UHF em todo o país. Ainda hoje os spots são levados ao ar por várias emissoras e utilizados em eventos.

Realizada com o apoio da Prosare – Comissão de Cidadania e Reprodução e Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres e a colaboração da O2 Filmes, Popular Comunicação, Rebouças & Associados, Instituto OpiniãoEste endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. , Singular, Arquitetura de Mídia.

spot bar

 

spot futebol