Diálogos – Liberdade de Expressão e Diversidade de Orientação Sexual

31/08/2011 - 14:03 -
Email this to someoneShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

(Agência Patrícia Galvão) Manifestações contra homossexuais podem estimular assassinatos e violência? É estratégico ou não regular discursos de ódio? Estas foram apenas algumas das questões abordadas no último encontro da série “Diálogos sobre Liberdade de Expressão e Diversidades” que, além do desafio de ampliar conceitos, buscou aprofundar o debate sobre liberdade de expressão, diversidade e pluralidade de gênero e orientação sexual na mídia.

 


Assista aos vídeos de cada expositor/ debatedor

 

sergio Sérgio Carrara

Cientista social, doutor em Antropologia Social pelo Museu Nacional/UFRJ, professor do Instituto de Medicina Social/UERJ, integrante do Centro Latino-Americano em Sexualidade e Direitos Humanos. Temas de pesquisa: discriminação e violência por preconceito sexual, políticas e direitos sexuais
brunoBruno Leal

Coordenador de pesquisa sobre Mídia e Homofobia. Coordenador da pós-graduação e professor do Departamento de Comunicação Social/ Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas / Universidade Federal de Minas Gerais. Atua nas áreas de Mídia e Cultura, Jornalismo, Teorias da Narrativa, Mídia e Identidade e Estudos CulturaisgilbertaGilberta Santos Soares

Psicóloga, doutoranda no Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Mulher – NEIM  Universidade Federal da Bahia. Fundadora do Cunhã – Coletivo Feminista/PBpauloPaulo Leivas

Procurador regional da República / Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul
danieleDaniele Ricieri

Integrante do Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social. É jornalista formada pela Escola de Comunicação e Artes da USP e pesquisadora da questão de gênero, com especialização em Semiótica Psicanalística pela PUC-SP. Foi produtora do programa “Direito de Resposta” e autora do blog Notícias do Arrepio

A série Diálogos sobre Liberdade de Expressão e Diversidades tem o objetivo de promover o aprofundamento do debate sobre esses temas, a partir das perspectivas de gênero, raça/etnia e orientação sexual, a fim de contribuir para uma concepção de direito à comunicação que inclua a diversidade como princípio fundamental.
Realização: Instituto Patrícia Galvão – Mídia e Direitos
 
Parceria: Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI),  Centro Latino-Americano em Sexualidade e Direitos Humanos (CLAM),  Fundação Carlos Chagas e Geledés – Instituto da Mulher Negra
 
Apoio: Fundação Ford e Secretaria de Políticas para as Mulheres