ONU revisa situação da mulher no mundo a partir de amanhã

1055
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

A Organização das Nações Unidas promove a partir de amanhã a 58ª sessão da Comissão do Estatuto Jurídico e Social da Mulher, na qual analisará a situação de mulheres e meninas no mundo e, especialmente, os avanços conquistados no marco dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

As atividades serão inauguradas com um encontro com a presença do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e continuarão com uma discussão geral com as delegações nacionais, muitas das quais representadas em nível ministerial.

A sessão, que vai até o dia 21, servirá para analisar o cumprimento dos Objetivos do Milênio no âmbito da mulher, onde o progresso está sendo “lento” e “desigual”, segundo avançou a semana passada a diretora-executiva de ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka.

Apesar dos avanços, as mulheres e as meninas “enfrentam novas e mais complexas dificuldades” e em muitos aspectos suas condições “seguem sendo precárias”, afirmou Mlambo-Ngcuka em entrevista coletiva prévia ao Dia Internacional da Mulher, celebrado no sábado.

Essa situação aparece refletida na minuta de conclusões preparado para a sessão da Comissão do Estatuto Jurídico e Social da Mulher, no qual se alerta especialmente da falta de progressos no caso dos grupos de mulheres e meninas em situações mais desfavorecidas.

Como aspecto positivo, assinala o progresso conquistado na escolarização primária das meninas, embora lembre que continua havendo uma forte desigualdade nos estudos superiores e uma “brecha de gênero significativa” no âmbito econômico.

O documento propõe medidas específicas para acabar com a discriminação dos grupos de meninas e mulheres em situações mais difíceis e ações para melhorar sua situação em todos os âmbitos.

Várias vozes, entre elas a do próprio Ban e a da ex-secretária de Estado americana Hillary Clinton, pediram nos últimos dias situar o progresso da mulher como prioridade da nova agenda global de desenvolvimento após 2015.

“Quanto mais dados temos, mais claro fica que o que sabíamos em nossos corações era certo: quando as mulheres prosperam, as sociedades prosperam”, disse Hillary na sede da ONU.

Acesse em pdf: ONU revisa situação da mulher no mundo a partir de amanhã (UOL – 09/03/2014)

Compartilhar: