Com distanciamento social, Marcha das Mulheres Negras ocupa redes e ruas neste 25 de julho

127
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Periferia em Movimento | 23/07/2020)

Pelo quinto ano seguido, mulheres negras do Estado de São Paulo apresentam suas reivindicações para toda a sociedade com um alerta para o projeto genocida em todas as esferas de governo e enfatizam sua visão de mundo com base no Bem Viver. Mas, se nos anos anteriores, milhares de pessoas marchavam nas ruas da capital paulista, no 2020 da pandemia a ocupação é nas redes.

Com o mote “Nem cárcere, nem tiro, nem Covid: corpos negros vivos! Mulheres negras e indígenas! Por nós, por todas nós, pelo bem viver!”, a Marcha de Mulheres Negras de São Paulo vai apresentar uma programação on-line, com intervenções de rua que serão transmitidas ao vivo neste sábado, dia 25 de julho – em que se celebra o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha e Dia Nacional de Teresa de Benguela.

Acesse a matéria completa no site de origem.

 

Compartilhar: