Edital de reportagens investigativas sobre aborto recebe quase 200 propostas

Compartilhar:
image_pdfPDF

Uma realização do Instituto Patrícia Galvão, com apoio institucional da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e da Global Health Strategies Brasil o edital Jornalismo Investigativo em Direitos Humanos, Aborto e Saúde Pública recebeu quase 200 propostas de jornalistas de todo o país.

O objetivo da iniciativa é estimular a produção e veiculação de reportagens investigativas sobre questões e histórias pouco exploradas pela imprensa e que contribuam para o aprofundamento do debate público sobre a problemática do aborto no país a partir de uma perspectiva de direitos humanos e saúde pública.

Sobre o processo de seleção
A seleção das propostas inscritas será realizada em duas etapas. Na primeira, haverá uma pré-seleção das propostas, quando serão excluídas as que não se enquadrarem nos requisitos definidos no edital. Na segunda etapa, o Comitê de Seleção irá escolher as cinco propostas a serem contempladas com financiamento de até R$ 10 mil.

Do Comitê de Pré-Seleção farão parte as jornalistas: Marina Atoji (Abraji), Maria Paola de Salvo (GHS) e Marisa Sanematsu (IPG). Do Comitê de Seleção participarão as integrantes do Comitê de Pré-Seleção e mais dois jornalistas: Cristiane Segatto (Época) e Caio Quero (BBC).

As/os jornalistas que tiverem suas propostas selecionadas assinarão com o Instituto Patrícia Galvão um contrato de entrega de produto em que estarão definidos os direitos e responsabilidades das partes envolvidas. Em seguida as/os jornalistas receberão o apoio financeiro e terão quatro meses para completar e divulgar o material produzido, conforme plano de disseminação constante da proposta inscrita.

Para acessar o edital completo, clique aqui.

Compartilhar: