Cronista fala sobre pânicos e culpas que rondam a maternidade

717
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Viva Maria, 07/05/2015) Pode parecer provocação. Às vésperas do tão celebrado Dia das Mães, ganha fôlego a pauta sobre a idealização dos sentimentos maternos e a necessidade de impor parâmetros para que a função MÃE não fuja ao estereótipo de que ser mãe é desdobrar fibra por fibra do coração.


De sentimentos humanos e contraditórios da maternidade quase não se fala. Mas, ainda bem que a cronista Júnia Púglia resolveu abrir seu “coração materno” para compartilhar o pânico que sentiu quando foi mãe pela primeira vez.

Acesse no site de origem: Cronista fala sobre pânicos e culpas que rondam a maternidade (Viva Maria, 07/05/2015) 

Compartilhar: