Evento da Escola da Magistratura do Rio debate os direitos da mulher e a Constituinte – Rio de Janeiro/RJ, 09/03/2018

426
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Painéis abordarão temas como atrasos trabalhistas em termos de igualdade de gênero

(O Globo, 24/02/2018 – acesse no site de origem)

No dia 9 de março, mulheres que atuaram para que seus direitos fossem inscritos na Constituição de 1988 se reunirão no encontro “Trinta anos da Carta das Mulheres aos Constituintes”. No evento, acadêmicas, sociólogas, pedagogas e ativistas, como Jacqueline Pitanguy e Schuma Schumaher, debaterão temas como a violência contra a mulher e os atrasos trabalhistas em termos de igualdade de gênero.

— Muitos não sabem o que aconteceu na época da Assembleia Nacional Constituinte, os avanços e as dificuldades para termos os direitos das mulheres assegurados na Constituição. Por isso o encontro é tão importante. Aquelas que fizeram parte do lobby do batom, grupo que pediu aos deputados e deputadas que inserissem os direitos das mulheres, estarão presentes — afirma a juíza Adriana Mello, coordenadora do Fórum Permanente de Violência Doméstica, Familiar e de Gênero da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj), que realiza o evento.

Adriana ressalta que o encontro contará ainda com a presença de mulheres de diferentes gerações. O objetivo dessa troca de experiências é enriquecer o debate sobre temas que elas julgam ainda necessários. Entre eles, a violência contra a mulher no âmbito familiar e questões trabalhistas, como o fato de que mulheres ganham 30% a menos do que os homens mesmo que exerçam as mesmas funções.

O primeiro painel do evento será sobre a “Trajetória dos Direitos das Mulheres na Constituinte”. Em seguida, palestrantes falarão sobre “A constituição Federal e os avanços no âmbito da família e da saúde” e, depois, sobre “A Constituição Federal e o combate à violência”. Por fim, “A Constituição Federal e os avanços na área trabalhista”.

Também uma comemoração pelo Dia Internacional da Mulher, celebrado no dia anterior, o evento tem apoio da ONG Cepia e acontecerá das 9h às 17h. Será realizado no auditório Desembargador Paulo Roberto Ventura, no 1º andar da Emerj, que fica na Rua Dom Manuel, 25, no Centro do Rio.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site da Emerj: www.emerj.tjrj.jus.br. Mais informações pelo telefone 3133-3369.

Compartilhar: