02/10/2011 – A ativista Wajeha Al-Huwaider fala sobre o direito de voto às mulheres na Arábia Saudita

385
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(O Estado de S. Paulo) Wajeha Al-Huwaider, ativista da emancipação feminina na Arábia Saudita, país onde as mulhere não podem abrir conta em banco, aceitar emprego, assinar contrato de aluguel ou viajar sem a autorização de um homem, afirmou em entrevista ao Aliás que o ato inédito do rei Abdullah de dar direito de voto às mulheres a partir de 2015 é pouco.

“Somos tratadas como crianças irresponsáveis. Todos os aspectos da vida são controlados. A exclusão do processo político é apenas o começo dos nossos problemas”, disse Wajeha, que é fundadora da Sociedade de Defesa dos Direitos da Mulher na Arábia Saudita, vive em  Daharan e trabalha na empresa de petróleo Aramco.

Confira a entrevista na íntegra: Na fila da cidadania (O Estado de S. Paulo – 02/10/2011)

Leia também: Mulheres e carros, editorial (Folha de S.Paulo – 03/10/2011)

 

Compartilhar:

02/10/2011 – A ativista Wajeha Al-Huwaider fala sobre o direito de voto às mulheres na Arábia Saudita

166
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(O Estado de S. Paulo) Wajeha Al-Huwaider, ativista da emancipação feminina na Arábia Saudita, país onde as mulhere não podem abrir conta em banco, aceitar emprego, assinar contrato de aluguel ou viajar sem a autorização de um homem, afirmou em entrevista ao Aliás que o ato inédito do rei Abdullah de dar direito de voto às mulheres a partir de 2015 é pouco.

“Somos tratadas como crianças irresponsáveis. Todos os aspectos da vida são controlados. A exclusão do processo político é apenas o começo dos nossos problemas”, disse Wajeha, que é fundadora da Sociedade de Defesa dos Direitos da Mulher na Arábia Saudita, vive em  Daharan e trabalha na empresa de petróleo Aramco.

Confira a entrevista na íntegra: Na fila da cidadania (O Estado de S. Paulo – 02/10/2011)

Leia também: Mulheres e carros, editorial (Folha de S.Paulo – 03/10/2011)

 

Compartilhar: