09/10/2013 – Itaipu Binacional lança premiação a empresas que valorizam equidade de gênero

251
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Brasil Econômico) Promover a igualdade para permitir que a competência feminina aflore como um diferencial nas decisões estratégicas das empresas é a bandeira de Margaret Groff, diretora financeira da Itaipu Binacional, que nesta semana lança o”Prêmio WEPs Brasil 2014″

A ideia veio em março deste ano, depois que recebemos o prêmio da ONU. Desenvolvemos nos últimos dez anos um programa de equidade de gêneros de acordo com os Princípios de empoderamento das mulheres, os WEPs (sigla em inglês). São pilares que sustentam toda a cadeia, da política à parte de recursos humanos, de modo a permitir com que as mulheres tenham maior presença na cúpula das empresas. No grupo das mulheres Empreendedoras do Paraná, nós passamos a pensar em uma premiação para incentivar as empresas tanto a adotar quanto a entender o que são os WEPs.

As mulheres ainda estão muito distantes das decisões do alto escalão das empresas?

As pesquisas mostram que as mulheres entram mais na universidade que os homens e estudam por um tempo maior, mas a curva se abre e apenas 4% delas entram nos comitês de alta direção das empresas. Então há uma dificuldade das mulheres crescerem e chegarem lá. Isso é uma questão cultural, das mulheres serem donas de casa enquanto os homens vão para as empresas.

Então temos que quebrar esses paradigmas. As mulheres têm maior responsabilidade pelo lar e pela criação dos filhos, mas isso não inviabiliza a entrada delas na gestão corporativa.

Qual é o panorama no Brasil?

O Brasil já começou a entrar nesse mapa, mas não pode ser apenas através das grandes empresas. A cultura precisa ser disseminada.

Nós melhoramos muito nos últimos 20 anos, mais a inda na última década. Mas há muito a caminhar.

Itaipu, por exemplo tinha 10% de mulheres na gerência e 16% no quadro há dez anos.Hoje são 22% somente no quadro gerencial.

Quantas empresas vão participar? Como vai funcionar o prêmio?

O prêmio é educativo. No site (premiowepsbrasil.org) as empresas grandes, médias ou pequenas vão fazer uma auto-avaliação. Não é preciso ter aderência aos princípios do WEPs nem um programa estruturado. Será apenas uma auto-avaliação. A partir disso, vamos fazer as diligências para quem atingir determinadas pontuações e, assim, determinar os premiados. Será uma primeira experiência, mas a ideia é fazer a premiação a cada ano a partir de agora.

Ou duas vezes por ano. O importante é desenvolver a cultura.

Acesse o PDF: ‘Uma cultura precisa ser disseminada (Brasil Econômico, 09/10/2013)

Compartilhar: