10/05/2011 – Federação de Apoio à Saúde da Mama afirma que tratamento no país é demorado (Época)

402
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Época) Segundo a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama o problema do tratamento de câncer de mama no Brasil é o tempo que as pacientes esperam para serem atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), algumas chegam a desistir do tratamento.

“Quando diagnosticado logo no início e tratado em seguida, o câncer de mama tem 95% de chances de ser curado. No entanto, por causa do enorme tempo de espera entre o primeiro exame diagnóstico e o início do tratamento, grande parte das mulheres tem esperado, em média, seis meses pelo tratamento, e outro número considerável sequer volta para fazer exames mais específicos.”

Para a presidente da federação, Maira Caleffi, o prazo ideal para começar o tratamento é de 30 dias após a descoberta da doença. A entidade calcula que, hoje, 30 mulheres morrem por dia no Brasil por causa do câncer de mama.

“Segundo o governo federal, através do Ministério da Saúde, o SUS dispõe de 1.645 aparelhos mamógrafos, número suficiente para atender à demanda. O problema, que o próprio ministério admite, é que mais da metade desses aparelhos funciona abaixo da capacidade prevista e, para investigar o motivo da ineficiência, foi designada uma equipe que vai avaliar porque os equipamentos estão com baixa produtividade.” 

Leia na íntegra: Federação de Apoio à Saúde da Mama afirma que tratamento no país é demorado (Época – 10/05/2011)

Compartilhar: