12/09/2011 – Renda cresce mais entre as mulheres, em especial as da classe C

432
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(O Globo) Em 5 anos, rendimento da mulher subiu 30,8%, enquanto o dos homens avançou 22,7%. Na classe C, a renda das mulheres subiu 48,7%. Os dados são de pesquisa da consultoria Data Popular feita com exclusividade para O Globo. O levantamento evidenciou o lado feminino da nova classe média brasileira: as quase 53 milhões de mulheres da classe C detêm quase metade da renda feminina do Brasil.

renda_mulheres_cresce

Outro dado da consultoria é que as mulheres estão cada vez mais escolarizadas do que os homens. A participação delas nas universidades cresceu quase 60% nos últimos anos – contra 47,2% da presença deles nas faculdades do país. Na nova classe média, em cinco anos, aumentou em 65% a porcentagem de mulheres de classe C que já haviam cursado o ensino superior.

Segundo Marcelo Neri, chefe do Centro de Pesquisas Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV), a maior taxa de escolaridade, a queda da desigualdade e participação no mercado de trabalho explicam parte do avanço da renda das mulheres.

É importante destacar que, embora a distância entre a renda do homem e da mulher venha caindo, especialmente na classe C, ela ainda existe: na nova classe média, os homens ganham, em geral, 39% a mais do que elas; já na classe A, a diferença é de 58,9%.

Compartilhar: