Pandemia de covid-19 força empresas a protegerem vítimas de abuso doméstico

157
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Segundo desembargador, lei estadual aprovada em 2019 usurpou e invadiu a esfera de competência da União. A violência doméstica muitas vezes afeta o desempenho das vítimas no trabalho, leva ao absenteísmo e atrapalha as carreiras.

(HuffPost Brasil | 02/07/2020)

O aumento global da violência doméstica durante a quarentena provocada pelo surto do novo coronavírus destaca a necessidade de as empresas promoverem ações para proteger vítimas e ajudá-las a recuperar sua vida.

Empresas devem oferecer às mulheres que enfrentam abuso doméstico um trabalho flexível, licença extra para que possam se mudar e cuidar dos filhos. Além disso, deve ser considerado realocá-las mesmo dentro da empresa para algum local distante de seus agressores, para mantê-las seguras.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: