Bebê com síndrome do zika morre nos EUA

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Bem estar, 11/08/2016) O Departamento de Serviços de Saúde do Texas, nos Estados Unidos, reportou a morte de uma criança relacionada à zika. Esta é a primeira morte por zika registrada no estado e a segunda no país.

De acordo com o órgão, a mãe da criança foi infectada durante uma viagem à América Latina enquanto estava grávida e o bebê adquiriu a infecção ainda no útero. Os exames realizados pelos médicos confirmaram que o bebê tinha microcefalia relacionada à doença da mãe.

Segundo os Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), o país já registrou 1.818 casos de zika relacionado a viagens e seis casos transmitidos localmente por mosquitos. Há ainda um caso adquirido em laboratório, totalizando 1.825 casos, de acordo com relatório divulgado no dia 3 de agosto.

Vírus já circula em 65 países
Em fevereiro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o vírus da zika como emergência de saúde pública global. O vírus foi associado à microcefalia, uma malformação congênita.

De acordo com boletim da OMS divulgado na semana passada, 65 países e territórios já registram transmissão por mosquito do vírus da zika desde 2015. Além disso, outros 11 países tiveram relato de transmissão de zika de indivíduo para indivíduo, provavelmente por via sexual.

O Brasil é o país onde o vírus está mais disseminado, com mais casos de infecção pelo vírus e de microcefalia associada à zika.

Acesse no site de origem: Texas registra morte de criança ligada ao vírus da zika (Bem estar, 09/08/2016)

Compartilhar: