Casos confirmados de microcefalia no país sobem para 863

611
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Folha de S.Paulo, 16/03/2016)  O Brasil já soma 863 casos confirmados de bebês com microcefalia e outras alterações no sistema nervoso, de acordo com boletim do Ministério da Saúde divulgado nesta quarta-feira (16). O número representa um aumento de 15,8% em relação aos dados da última semana.

Entre os casos confirmados, 97 tiveram resultado positivo para o vírus zika em exames –daí a suspeita de que os casos possam estar relacionados ao vírus, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Os demais não tiveram resultados informados.

Além do zika, o Ministério da Saúde investiga se os casos foram causados por outras infecções já conhecidas. Entram na lista citomegalovírus, toxoplasmose, sífilis, entre outros.

Apesar de não informar os dados para as outras infecções, a pasta diz considerar que a maioria dos casos confirmados estejam relacionados ao zika, identificado no país no início de 2015.

Ao todo, os registros confirmados abrangem 327 municípios de 18 Estados e Distrito Federal. O Nordeste, no entanto, ainda concentra 96% dos casos.

Desde outubro, quando iniciaram as investigações, até sábado (12), data do envio dos dados pelos Estados ao governo federal, foram notificados 6.480 casos de suspeita de microcefalia no país. Destes, 863 foram confirmados e 4.268 continuam em investigação.

Outros 1.349 descartados após exames não demonstrarem alterações no cérebro dos bebês ou apontarem causas não infecciosas.

Segundo o balanço, também foram registradas 182 mortes de bebês com suspeita de microcefalia e outras más-formações de sistema nervoso. As mortes ocorreram após o parto ou durante a gestação. Deste total, 40 casos já foram confirmados. Outros 18 foram descartados após exames.

VÍRUS ZIKA

O novo relatório também passa a incluir o Sergipe entre os Estados com casos autóctones de zika. Com isso, o vírus passa a ter circulação confirmada em 22 Estados e Distrito Federal. Ficam de fora apenas Acre, Amapá, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Acesse no site de origem: Casos confirmados de microcefalia no país sobem para 863 (Folha de S.Paulo, 16/03/2016)  

Compartilhar: