Cingapura confirma 41 casos de vírus da zika transmitidos localmente

Compartilhar:
image_pdfPDF

Doença de uma mulher de 47 anos da Malásia que mora na região sudeste da Cingapura foi o primeiro caso de transmissão local do vírus

(Folha de S. Paulo, 28/08/2016 – Acesse no site de origem)

Autoridades da Cingapura confirmaram 41 casos do vírus da zika pela primeira vez transmitidos localmente, em sua maior parte entre trabalhadores estrangeiros ligados à área de construção civil, e afirmaram que esperam ainda mais casos no país. Um grande contingente de trabalhadores de outros países do sudeste asiático trabalham na Cingapura.

zika_cingapura

O primeiro caso de vírus da zika em Cingapura foi registrado em maio, levado por um homem que havia estado no Brasil. No sábado (27), autoridades anunciaram que a doença de uma mulher de 47 anos da Malásia que mora na região sudeste da Cingapura foi o primeiro caso de transmissão local do vírus.

O vírus da zika, transmitido por mosquitos, foi detectado no Brasil no ano passado e se espalhou pelas Américas desde então. É um risco para mulheres grávidas que, infectadas, podem ter bebês com microcefalia, segundo especialistas.

Cientistas afirmam que o vírus que circula no Brasil foi importado da Polinésia Francesa, no Oceano Pacífico, durante a Copa das Confederações, em 2013.

Autoridades da Cingapura dizem ter testado 124 pessoas, principalmente os estrangeiros que trabalham com construção civil, numa mesma região do país. O local interrompeu o trabalho e os dormitórios estão sendo investigados.

Sete dos infectados ainda não se recuperaram da doença e estão internados, segundo o ministério da Saúde e a Agência Nacional de Meio Ambiente. Os outros já se recuperaram.

Nenhum dos infectados havia viajado recentemente a áreas infectados pelo vírus da zika. “Isso confirma que houve transmissão local do vírus”, afirma nota oficial do governo.

O ministério “não pode descartar futuras transmissões do vírus, já que os infectados também vivem e trabalham em outras partes de Cingapura”.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) afirmou em nota neste domingo (28) que não sabia que “tipo de zika está circulando” e “qual é o nível de imunidade da população a essa ‘linhagem’ de zika da Ásia”.

Autoridades da Cingapura disseram que há casos de transmissão local também na Indonésia, na Tailândia e no Vietnã. Outros países da região que detectaram o vírus desde 2013 incluem Bangladesh, Cambodia, Laos, Malásia, as Maldivas e as Filipinas, segundo a OMS.

Na Tailândia, onde cerca de 100 casos do vírus da zika foram registrados neste ano, atletas retornando das Olimpíadas no Brasil foram examinados.

Compartilhar: