Comissões discutem humanização do parto no Brasil

800
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Agência Senado, 16/04/2014) As Comissões de Assuntos Sociais (CAS) e de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) realizarão audiência pública conjunta para discutir a humanização do parto no Brasil. Requerimento propondo a participação da CAS no debate, apresentado por Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Ana Rita (PT-ES), foi aprovado nesta quarta-feira (16).

O debate será realizado em 28 de maio, quando se celebram o Dia Internacional de Ação pela Saúde da Mulher e o Dia Nacional pela Redução da Mortalidade Materno-Infantil.

Serão convidados o ministro da Saúde, Arthur Chioro; a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvati; a ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci; Rodolfo Gomes, da Organização Pan-Americana da Saúde; além de representantes do Conselho de Ginecologia e Obstetrícia e das entidades não governamentais Rede Feminista de Saúde e Parto do Princípio.

– A quantidade de relatos de mulheres que estão sendo levadas a fazer cesariana em detrimento do parto normal nos assusta – disse Vanessa.

Também a senadora Ana Rita lembrou caso de uma jovem no Rio Grande do Sul que gostaria de ter feito parto normal e foi obrigada a fazer cesariana. A senadora disse que o Ministério da Saúde tem como diretriz a realização de partos humanizados, mas observou que nem todos os hospitais seguem essa orientação.

– Nem sempre o atendimento é adequado. Alguns locais e alguns profissionais que ainda não estão preparados tratam as pessoas de qualquer maneira. Precisamos ter o parto humanizado, bem feito e a mãe bem acolhida. Não podemos ter parto com indícios de violência – frisou Ana Rita.

Também preocupado com a questão, o presidente da CAS, senador Waldemir Moka (PMDB-MS), condenou a adoção de cesarianas por comodismo dos médicos, mas observou que existem casos específicos em que o procedimento é a opção indicada, para evitar riscos para mãe e bebê.
Agência Senado

Acesse o site de origem: Comissões discutem humanização do parto no Brasil

 

 

Compartilhar: