Damares Alves defende na ONU ‘vida desde a concepção’, contrariando legislação brasileira sobre aborto

Compartilhar:
image_pdfPDF

Na 46ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, ministra também afirmou que governo executou ‘o maior orçamento’ para proteção da mulher dos últimos cinco anos. Ela não mostrou os números. Feminicídio cresceu 16% no auge da pandemia

(Celina/O Globo | 22/02/2021)

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, reiterou internacionalmente a posição do governo do presidente Jair Bolsonaro contra o direito ao aborto. Em pronunciamento online feito nesta segunda-feira (22), na 46ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, Damares disse que o Brasil continuará “firme” na defesa “da vida a partir da concepção”.

Acesse a matéria completa no site de origem.

 

Compartilhar: