Denunciar a violência obstétrica é o 1º passo para reduzir casos, diz médica

871
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(G1, 13/04/2014) Professora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) orienta vítimas. Ministério Público Federal já recebeu 15 reclamações somente este ano. Denúncias podem ser feitas pelo site do Ministério Público Federal ou na Defensoria Pública do Estado de São Paulo, mesmo que o atendimento médico tenha sido particular.

Acesse a íntegra no Portal Compromisso e Atitude: Denunciar a violência obstétrica é o 1º passo para reduzir casos, diz médica (G1/SP – 13/04/2014)

 

Compartilhar: