Agência americana autoriza Roche a testar método de diagnóstico da zika

753
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Autorização foi concedida por conta da emergência de saúde pública global que representa o aumento no número de bebês nascidos com microcefalia

(IstoÉ, 29/08/2016 – Acesse no site de origem) 

O laboratório farmacêutico suíço Roche recebeu autorização da urgência da Food and Drug Administration (FDA, a Agência Americana de Alimentos e Medicamentos) para testar um método de diagnóstico da zika.

Apesar de ainda não estar homologado, a FDA aprovou o teste, chamado LightMix Zika, com o argumento de que esta é uma situação de emergência, informou a Roche en um comunicado.

“O LightMix Zika é um teste molecular que permite aos profissionais de saúde detectar rapidamente o vírus” disse Uwe Oberlaender, diretora da Roche Molecular Diagnostics.
O vírus da Zika é considerado responsável pelo aumento de casos de microcefalia, uma má-formação dos recém-nascidos grave e irreversível, sobretudo na América Latina, e também se acredita que provoca doenças neurológicas em adultos como a síndrome de Guillain-Barré.

O mosquito Aedes aegypti é considerado o principal vetor da transmissão do vírus.
Roche, líder mundial da oncologia, é um dos grandes laboratórios do mundo a desenvolver testes de diagnóstico da zika.

Compartilhar: