Bahia Farma apresenta primeiro teste rápido para detecção de Zika vírus

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Bahia no Ar, 30/05/2016) O teste rápido para detecção do Zika vírus será apresentado nesta terça (31) pela Fundação Bahiafarma, órgão ligado à Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, e que é considerado como um feito histórico para a indústria farmacêutica baiana.

O novo teste é inédito no país e, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), também é o primeiro teste-diagnóstico feito sem a participação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

De acordo com a Anvisa, trata-se de um produto especialmente voltado para triagem instantânea de pacientes. Segundo o fabricante o resultado pode ser conhecido entre 15 e 20 minutos após a aplicação. Ele detecta anticorpos IgG e IgM em amostras de sangue. Os anticorpos IgG permitem o diagnóstico pós-infecção e os do tipo IgM permitem a identificação da fase aguda da infecção.

Este é o quarto produto aprovado pela Anvisa para o diagnóstico da Zika e o terceiro capaz de identificar se o paciente teve a doença mesmo após a eliminação do vírus, pois faz a detecção por meio da presença de anticorpos. O produto fabricado pela empresa canadense Biocan Diagnostics INC. utiliza como suporte uma membrana de nitrocelulose em que os anticorpos são capturados e revelados por meio de uma reação que promove a formação de uma banda em cor vermelha para cada um dos anticorpos presentes.

No Brasil, há registo de cerca de 3,6 mil grávidas infectadas pelo Zika desde janeiro. Desde o início da epidemia, em 2015, contam-se mais de 1,4 mil casos de microcefalia e de outros problemas neurológicos confirmados. No estado, segundo a Sesab, no período de 13 de março de 2016 a 7 de maio de 2016, foram 80 casos de microcefalia em recém-nascido com 37 semanas ou mais.

Acesse no site de origem: Bahia Farma apresenta primeiro teste rápido para detecção de Zika vírus (Bahia no Ar, 30/05/2016)

Compartilhar: