Bebê com microcefalia terá apoio da Unicef

639
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Folha de Pernambuco, 24/05/2016) Instituição vai desenvolver ações de assistência e apoio às famílias e às cuidadoras dessas crianças.

As cidades do Recife, em Pernambuco, e de Campina Grande, na Paraíba, foram escolhidas para sediar projetos pilotos da Unicef no campo da assistência e apoio às famílias e cuidadores de bebês com microcefalia e outras deficiências. A informação foi dada pela coordenadora do Programa de Sobrevivência e Desenvolvimento Infantil da instituição no Brasil, Cristina Albuquerque. Entre as estratégias a serem trabalhadas está a humanização no trato das crianças, a estimulação precoce e a formação de uma rede de proteção dos bebês. O projeto deve iniciar este ano. Esta semana estão marcadas visitas na Fundação Al­tino Ventura e Fiocruz, na Capital, e também em instituições paraibanas.

“Nós temos o Brasil como referência hoje no mundo inteiro para essa epidemia de zika e as consequências graves para as crianças. Quem mais entende de Síndrome do Zika é Pernambuco, e por tabela o Nordeste e Brasil. Aqui estão os maiores especialistas do mundo”, avaliou Cristina. Ela destacou o compromisso de mobilizar a população em todos os lugares onde há representação da Unicef sobre a redução dos focos de Aedes aegypti. A representante da instituição esteve presente na abertura da 2ª Semana do Bebê do Recife e da 3ª Mostra Internacional de Semanas do Bebê, na segunda (23), no Teatro Santa Isabel. Os eventos têm foco na melhoria na qualidade de vida das crianças na primeira infância e seguem até o próximo domingo com várias atividades no Recife.

O secretário de saúde do Recife, Jailson Correia, destacou que o desenvolvimento infantil é uma agenda fundamental. É na fase de 0 a 6 anos que são programados hábitos e otimizadas funções do sistema nervoso central. “É uma fase muito importante. Em qualquer circunstância já seria importante fazer uma semana para celebrar e chamar a atenção da questão, mas nós estamos vivendo um momento importante, em que o fenômeno da microcefalia veio trazer questionamentos e necessidades de novas formulações”, comentou. A programação completa da Semana do Bebê pode ser conferida no www.recife.pe.gov.br/semanadobebe.

Acesse o site de origem:  Bebê com microcefalia terá apoio da Unicef (Folha de Pernambuco, 24/05/2016)

Compartilhar: