Nadal acredita que se criou medo exagerado do zika

351
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Tênis Brasil, 12/07/2016)  Uma das maiores preocupações declaradas pelos atletas que virão aos Jogos do Rio é a epidemia do vírus da zika. Entretanto, para o espanhol Rafael Nadal, que esteve em terras cariocas no começo do ano para a disputa do Rio Open, a questão tem sido tratada de maneira exagerada, criando medo além da realidade.

“Entendo que quando exista um mega-evento acabe se criando um medo através dos meios de comunicação. Só que esta condição não aprece me condizer exatamente com a realidade”, declarou o canhoto de Mallorca em uma solenidade em que foi reconhecida pelo governo das Ilhas Baleares, onde mora, sua condição de porta-bandeira olímpico.

“Não estou dizendo que não haja problema. Eu estive no Rio em fevereiro, não fui picado e não peguei vírus algum. Quando existem problemas sérios não há uma vida normal no lugar e o povo que vi lá estava levando uma vida normal”, complementou o espanhol, que parou nas semifinais do Rio Open, derrotado pelo uruguaio Pablo Cuevas, o futuro campeão do torneio.

O espanhol também falou brevemente sobre a recuperação no punho esquerdo, que o tirou de Roland Garros no meio do torneio e o deixou de fora de Wimbledon. “Espero que tudo siga normalmente e que o punho possa estar bom antes do possível”, disse Nadal, que deve voltar ao circuito na semana ates dos Jogos, no Masters 1000 de Toronto.

Acesse o site de origem: Nadal acredita que se criou medo exagerado do zika (Tênis Brasil, 12/07/2016)

Compartilhar: