Movimento contra criminalização do aborto ganha site

Compartilhar:
image_pdfPDF

Foi lançado, semana passada, um site (PelaVidaDasMulheres.com.br) contra a criminalização do aborto. Iniciativa de Anis (Instituto de Bioética) e Psol. A plataforma tratará da ADPF 442, que solicita ao STF que o aborto feito nas 12 primeiras semanas de gestação não seja considerado crime.

(O Globo, 02/10/2017 – acesse no site de origem)

Segue…
Atualmente, o aborto só é permitido se a gravidez for decorrente de estupro, se a vida da mulher estiver em risco ou em caso de anencefalia. Na semana que vem, a ministra Rosa Weber, relatora da ação no STF, deve se pronunciar sobre a ADPF.

Elisa Torres

Compartilhar: