Mulheres ocupam maternidade, que está pronta há 10 anos e ainda não abriu

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Universa/UOL | 30/01/2021 | Por Ariane Silva)

Na última quinta-feira (28), Mônica Aguiar saiu de casa e foi com as amigas visitar o local onde deveria funcionar a Maternidade Leonina Leonor, na região de Venda Nova, na periferia de Belo Horizonte. Elas fazem parte do movimento “Leonina Leonor É Nossa”, que luta pela inauguração do local, pronto desde 2011 e que nunca recebeu pacientes.

Ao chegarem lá, descobriram uma obra da prefeitura, sem placas para informar a finalidade. Entraram para ver o que estava acontecendo e viram as salas de parto sendo destruídas pelos funcionários. As cerca de 15 mulheres acabaram passando a noite no local, apenas com a roupa do corpo. “A gente só sai daqui quando o secretário de saúde vier explicar o que estão fazendo com a Leonina”, disse Mônica.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: