09/06/2011 – ONU quer zerar novas infecções do HIV até 2020 (Globo)

515
0
Compartilhar:
image_pdfPDF
(O Globo) O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, propôs como meta zerar o número de novos casos de HIV até o final desta década, durante abertura da Seção Especial de Alto Nível sobre Aids das Nações Unidas, a UNGASS. A conferência, na sede das Nações Unidas, reuniu cerca de 3 mil especialistas, diplomatas, ativistas, autoridades e chefes de Estado. 

Líderes dos países africanos, presença maciça no evento de três dias, reivindicaram mais ajuda financeira para o combate à disseminação do vírus e para o tratamento.


O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota destacou  a parceria estabelecida pela Fiocruz com Moçambique para a implantação de uma fábrica de medicamentos genéricos usados no coquetel antiaids. Ele citou também a ajuda do Brasil a Gana, Burundi, Botsuana e Nigéria.

Leia matéria na íntegra: ONU quer zerar novas infecções do HIV até 2020 (O Globo – 09/06/2011)

(O Estado de S. Paulo) Ao contrário do que havia anunciado, o governo federal reduziu a distribuição de camisinhas no País. Em 2010, o total enviado a Estados e municípios foi 30% menor que em 2009. O uso do preservativo é considerado essencial para evitar a infecção pelo HIV, o vírus causador da aids.


A mudança ocorreu menos de um ano depois de uma pesquisa encomendada pelo Ministério da Saúde identificar a queda do uso do preservativo e de a pasta avaliar que a melhor estratégia para combater o problema seria facilitar o acesso.


“Diante de um cenário de queda de uso de camisinhas, o esperado seria um reforço na distribuição. Algo que, por alguma razão, não se identifica nos balanços realizados”, constata o pesquisador do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade de São Paulo (USP), Alexandre Grangeiro.


“O governo federal está sendo corresponsável pelas novas infecções de aids que ocorrem no País”, reagiu o presidente do Grupo Pela Vidda de São Paulo, Mario Scheffer.

Compartilhar: