OMS lança guia para transgêneros e o HIV

729
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Rádio ONU, 23/07/2015) Documento faz recomendações sobre prevenção, diagnóstico e tratamento; agência da ONU reconhece a “alta vulnerabilidade e as necessidades específicas de saúde que o grupo precisa”.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, lançou um novo guia para transgêneros e o HIV.

O documento presta informações e dá recomendações para que as pessoas que pertencem a esse grupo possam evitar o HIV. Além disso, fala também sobre diagnóstico, tratamento e cuidados médicos.

Vulnerabilidade

O guia da OMS é uma atualização de duas outras publicações lançadas em 2011 e 2014 que deram destaque não só aos transgêneros, mas também aos homens que mantêm relações sexuais com outros homens.

A organização reconhece que “a alta vulnerabilidade e as necessidades específicas de tratamento de saúde desse grupo exigem uma posição independente e distinta da resposta mundial ao HIV”.

Segundo a agência da ONU, até agora nenhum relatório global da OMS tratou exclusivamente dos transgêneros. Para suprir essa falha, o guia atual indica várias formas de proteção, de tratamento e de combate ao vírus que causa a Aids.

A OMS diz que os países devem trabalhar na criação de leis que descriminalizem relações de pessoas do mesmo sexo e que reconheçam as pessoas transgêneras.

Pena de Morte

Pelo menos 76 países penalizam criminalmente relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo, sendo que 41 deles aplicam pena de morte nesses casos.

O documento afirma que os transgêneros são afetados social e politicamente além de serem marginalizados de forma legal, na justiça.

Para a OMS, a descriminalização desse grupo vai ajudar a reduzir a marginalização que por sua parte, tem impacto direto no aumento da vulnerabilidade dessas pessoas ao HIV.

O documento cita ainda os problemas do estigma, da discriminação e da violência e sugere o empoderamento do grupo para que os transgêneros possam superar desafios e obstáculos.

Edgard Júnior

Acesse no site de origem: OMS lança guia para transgêneros e o HIV (Rádio ONU, 23/07/2015)

Compartilhar: