Pandemia aprofunda crise em serviços de aborto legal e profissionais buscam saídas

Compartilhar:
image_pdfPDF

Direito de interrupção da gravidez em casos previstos em lei é alvo de ataques do governo Bolsonaro

(Folha de S. Paulo | 06/03/2021 | Por Angela Boldrin)

A pandemia de coronavírus agravou em 2020 a crise que os serviços de aborto legal vivem no Brasil em meio ao avanço de políticas conservadoras por parte do governo Jair Bolsonaro, dizem especialistas e profissionais de saúde.

“Eu não tenho dúvidas que este é o pior momento desde 1989, quando abrimos o primeiro serviço”, diz o médico Cristião Rosas, que atuou no Hospital do Jabaquara, em São Paulo, pioneiro na interrupção legal da gravidez, e hoje é coordenador do Doctors For Choice, organização que defende o direito ao aborto.

Acesse a matéria completa no site de origem.

 

Compartilhar: