Viva Maria: Mortalidade materna ainda é um desafio de saúde pública

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Radioagência Nacional, 27/05/2016) Na véspera do 28 de maio – Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna, Viva Maria faz questão de lembrar à sociedade brasileira a importância do atendimento à saúde da mulher durante a gravidez, o parto, o pós parto e também em casos de aborto que estão entre as causas específicas de morte materna e respondem por 80% dos óbitos que têm como motivação as hemorragias.


Por sua importância e desdobramentos o tema Mortalidade Materna nos idos do ano 2000 foi alvo até de uma CPI com objetivo de investigar as causas dos índices alarmantes de morte materna no Brasil. Na época, a Dra Tania Lago era coordenadora da Área Técnica de Saúde da Mulher do Ministério da Saúde! Hoje, Dra Tania é Professora do Departamento de Medicina Social da Faculdade de Ciências da Santa Casa, em São Paulo. E é com ela que a gente conversa agora!

Viva Maria : Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Acesse no site de origem: Viva Maria: Mortalidade materna ainda é um desafio de saúde pública (Radioagência Nacional, 27/05/2016)

Compartilhar: