Empresa Brasil de Comunicação e Instituto Patrícia Galvão aderem a pacto global da ONU Mulheres pela igualdade de gênero na mídia

832
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(ONU Mulheres, 10/05/2016) Aliança de organizações de mídia para desempenhar papel ativo na promoção das questões de gênero no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Cerca de 40 organizações de mídia já fazem parte da iniciativa, que se iniciou em março deste ano. O Brasil está representado pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), gestora da TV Brasil, TV Brasil Internacional, Agência Brasil, Radioagência Nacional e do sistema público de Rádio, composto por oito emissoras, e pelo Instituto Patrícia Galvão, organização social sem fins lucrativos que atua nos campos do direito à comunicação e dos direitos das mulheres brasileiras

Uma aliança de organizações de mídia para desempenhar papel ativo na promoção das questões de gênero no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Com este objetivo, a ONU Mulheres está firmando parceria com empresas e instituições de comunicação para intensificar a cobertura de alta qualidade de conteúdos sobre direitos das mulheres e questões de gênero e adotar práticas empresarias sensíveis a gênero, por meio do aumento do número de mulheres nos meios de comunicação e nos postos de liderança e de tomada de decisões.

Ao inscrever-se para a mídia Compact, as saídas estão se comprometendo com uma série de acções concretas de mudança: defender os direitos das mulheres e as questões de igualdade de género através de artigos editoriais; garantir a inclusão das mulheres como fontes em histórias produzidas, com o objetivo de paridade de género; adopção de um Código de Conduta sensível ao género sobre os relatórios; assegurar que as mulheres jornalistas são fornecidos mentores e orientação para o avanço da carreira, e muitos outros.

A Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) adotada pelos Estados-Membros das Nações Unidas em setembro de 2015 é um roteiro universal para pessoas e o planeta, abordando os principais desafios do século 21, tais como a erradicação da pobreza, de desigualdades e redução das mudanças climáticas. O empoderamento das mulheres é reconhecido como pré-condição para que seja possível alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que estão no centro da Agenda 2030 das Nações Unidas.

Os ODS incluem um objetivo autônomo transformador a respeito da igualdade de gênero e dos direitos das mulheres (Objetivo 5) que aborda as barreiras estruturais impostas ao empoderamento das mulheres em conjunto com importantes metas sobre a igualdade de gênero em outros Objetivos.

Como parte dos esforços de implementação, a ONU Mulheres encoraja todos os parceiros e parceiros a darem passos decisivos pela igualdade de gênero. Isso inclui meios de comunicação que são atores influentes em fazer avançar a agenda da igualdade de gênero. A iniciativa está baseada no sucesso do Pacto de Mídia Pequim+20, estabelecido pela ONU Mulheres com organizações de imprensa em todo o mundo no contexto do 20º aniversário da Quarta Conferência Mundial sobre a Mulher, realizada em Pequim.

Acesse no site de origem: Empresa Brasil de Comunicação e Instituto Patrícia Galvão aderem a pacto global da ONU Mulheres pela igualdade de gênero na mídia (ONU Mulheres, 10/05/2016)

Compartilhar: