21/07/2011 – Dois milhões de brasileiros extremamente pobres ainda estão fora da rede pública de assistência social (AgBr)

457
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Agência Brasil) Dois milhões de pessoas ainda não são atendidas pelo Sistema Único de Assistência Social (Suas), segundo levantamento do Programa Brasil sem Miséria.

“Das 16 milhões de pessoas em extrema pobreza, imagina-se que entre 1,5 milhão e 2 milhões precisam de um acompanhamento mais sistemático. É uma estimativa, porque a busca ativa é que vai nos dar essa informação”, disse a secretária de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social, Denise Colin, que informou ainda que hoje o Suas atende a 61 milhões de pessoas, sendo que 2 milhões de famílias são acompanhadas sistematicamente.

Segundo o Censo do Suas, em 2010 havia 6,8 mil centros de Referência de Assistência Social (Cras) em 4,7 mil municípios e 1,5 mil centros de Referência Especializados de Assistência Social (Cres) em 1,4 mil municípios.

De acordo com dados da secretária, 129 municípios ainda não contam com a principal unidade de atendimento do Suas, que são os Cras. Destes, 25 ainda não aderiram ao sistema único. “São municípios com baixa capacidade de gestão, com dificuldade de atender aos pré-requisitos [necessários à adesão ao Suas], que são organizar um orgão gestor, ter um financiamento público e recursos próprios também”, explicou.

Leia na íntegra: Dois milhões de brasileiros extremamente pobres ainda estão fora da rede pública de assistência social (Agência Brasil – 21/07/2011)  

Compartilhar: