Luiza Erundina recebe Prêmio de Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns

949
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(SPM, 11/12/2015) Em 2015, Luiza Erundina foi homenageada pelo seu trabalho em defesa e promoção dos Direitos Humanos no Brasil

Ao participar da homenagem feita à deputada federal Luiza Erundina, no auditório do Parque do Ibirapuera,  em São Paulo, na noite de quinta-feira (10/12), a Secretária Especial Eleonora Menicucci, de Políticas para as Mulheres do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, destacou a importante contribuição que a homenageada deu e dá a São Paulo, quando foi prefeita e como deputada atuante em prol dos diretos humanos e por uma sociedade mais igualitária.

Eleonora Menicucci  lembrou que fez parte do governo Erundina na área de saúde da mulher. “Foi em seu governo que abriu o primeiro serviço de atendimento de mulheres vítima de violência sexual e a interrupção de gravidez decorrente de estupros no Hospital Jabaquara. Além disso,  inaugurou a primeira Casa de atendimento à mulher vítima de violência,  a Casa Eliana de Grammont,  na Vila Mariana. É uma honra reverenciar essa grande mulher! “, destacou. Luiza Erundina recebeu das mãos do secretário Eduardo Súplicy o 2° Prêmio de Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns.  Na oportunidade,  ele relembrou diversos episódios da vida dos dois, quando o mundo político os uniu nos anos 80.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, rendeu homenagens à Luiza Erundina, dizendo que a história e o trabalho dela na política serviu de inspiração para ele e para muitos de sua geração. E elencou ações da Administração Erundina que marcaram a vida da cidade e dos cidadãos paulistanos,  a exemplo dos mutirões da habitação.

Durante a cerimônia  foi realizada a entrega do III Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos a alunos e educadores da rede pública municipal de São Paulo. A subsecretária de Educação,  Emília Siqueira, e Maria Vitória Benevides,  também fizeram homenagens à Erundina e participaram da entrega dos prêmios aos estudantes, juntamente a Eleonora Menicucci. A secretária Municipal de Políticas para  Mulheres,  Denise Mota Dau,   e a secretária de Enfrentamento à Violência contra a Mulher da SPM, Aparecida Gonçalves também prestigiaram o evento, entre outras autoridades e convidados.

Luiza Erundina, 80 anos, é assistente social e deputada federal pelo estado de São Paulo. Com uma vida inteira dedicada à Política, Erundina assumiu seu primeiro cargo público no ano de 1958, quando foi secretária de Educação de Campina Grande, na Paraíba, seu estado de origem.

Em 1988, elegeu-se prefeita da maior cidade da América Latina, São Paulo, pelo PT, sendo a primeira mulher a assumir o cargo na capital paulista. Naquela gestão, Paulo Freire foi secretário municipal de educação, de 1989-1991.

Comunicação Social

Acesse no site de origem: Luiza Erundina recebe Prêmio de Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns (SPM, 11/12/2015)

 

Compartilhar: