Movimento Nacional das Cidadãs Posithivas lança projeto de empoderamento para mulheres com HIV/aids

Compartilhar:
image_pdfPDF

O Movimento Nacional das Cidadãs Posithivas lança nessa sexta-feira (24) o Projeto Empoderamento Feminino de Mulheres Vivendo com HIV/aids em Estratégias de Lobby, Advocacy e Comunicação Digital. A iniciativa tem como objetivo principal realizar um planejamento de ações de advocacy e incidência política por meio das mídias sociais, buscando a garantia dos direitos das mulheres vivendo com HIV/aids e suas interfaces.

(Agência Aids, 23/01/2020 – acesse no site de origem)

A primeira oficina sobre comunicação prevista no projeto já está acontecendo nessa quinta-feira (23), na cidade de São Paulo. Dez mulheres que compõem a Secretaria Nacional do MNCP recebem orientações sobre comunicação e mídias digitais e, dedicam-se no planejamento das atividades e organização das campanhas publicitárias em um workshop com a diretora da Agência de Notícias da Aids, Roseli Tardelli. 

Em um período de nove meses serão realizadas oficinas e capacitações em cinco regiões do país, treinamento das lideranças dos estados para assumirem papéis de intermediadoras entre as mídias sociais, públicos que acessam e, mulheres que buscam auxílio, orientação e acolhimento através dessas mídias.

Também serão construídas campanhas e peças publicitárias, materiais gráficos, faixas, cartazes e camisetas com mensagens afirmativas e, ações coordenadas nos estados, alusivos ao Dia 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, evidenciando todo tipo de retrocessos e desafios nos aspectos de gênero, raça, desigualdades sociais das mulheres no contexto da violência, do estigma, do preconceito, com diversos materiais publicitários, assim como articulação com outros movimentos de mulheres e reuniões com tomadores de decisão incidindo sobre as políticas de HIV/aids.

A realização deste projeto possibilitará o fortalecimento das mulheres que vivem com HIV/aids para incidirem, através das mídias sociais do MNCP e parceiros, bem como, levantar demandas, ampliar a comunicação, divulgar e visibilizar as ações realizadas de forma ampla.

Por Redação Agência da Aids 

Compartilhar: