Comercial ‘machista’ de O Boticário será julgado pelo Conar, por Mônica Bergamo

1663
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Folha de S.Paulo, 12/01/2016) Criticada por consumidores que a consideraram machista, a nova campanha da marca O Boticário será julgada pelo Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária). O órgão abriu processo sobre o caso nesta segunda (11), após denúncias de uma mulher e de dois homens, dos Estados de SP, Rio e Santa Catarina.

Leia também:
Boticário volta a criar polêmica ao mostrar casais no dia do divórcio (G1/Economia, 12/01/2016)
A polêmica do novo comercial de O Boticário: Machista ou empoderador? (Brasil Post, 08/01/2016)

Maquiagem
No anúncio, com casais em processo de separação, as mulheres são maquiadas antes da assinatura do divórcio e os homens ficam surpresos com o visual delas. A empresa diz que a ideia da propaganda é “mostrar como as pessoas tornam-se mais seguras, confiantes e dispostas […] quando se sentem bonitas”.

Acesse em pdf: Comercial ‘machista’ de O Boticário será julgado pelo Conar, por Mônica Bergamo (Folha de S.Paulo, 12/01/2016)

Compartilhar: