Websérie ‘Mulheres em Série’ reflete sobre conceito de “mulher padrão”

1911
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Criarte Produção e Cultura, 13/07/2016) Em oito episódios, Mulheres em Série exalta a força das mulheres comuns, os dramas reais e os inúmeros preconceitos que elas vivem todos os dias. Negras, lésbicas, gordas e transgêneros ganham representatividade na primeira série do tipo no Brasil. Para dar continuidade ao projeto, a Criarte Produção e Cultura lançou uma campanha de financiamento coletivo.

Sinopse do projeto

As dores e vitórias de personagens arrebatadoras escancaram a desafiadora realidade de milhares de mulheres brasileiras em pleno século XXI, vítimas de preconceito, violência e pressões sociais intermináveis. Claudia é uma jornalista que ousa denunciar abusos semelhantes aos que ela mesma sofreu em um relacionamento doentio e acaba se envolvendo emocionalmente com as vítimas que entrevista. Já no primeiro episódio, ela irá conhecer a história de Pietra, uma jovem estuprada por cinco estudantes no campus da universidade. A sordidez da agressão é detalhada em um relato dramático e comovente.

Letícia, mulher trans e negra, deseja ser mãe e enfrenta a discriminação e o julgamento público, a começar pela atitude pouco amigável da juíza, que recusa seu pedido de adoção. Ao lado do namorado Domênico – também trans – a jovem assistente social vive os desafios do processo de transição para o gênero com o qual se identifica. Apesar dos fortes efeitos colaterais do tratamento hormonal, ela encontra determinação para ajudar homens e mulheres fragilizados por diversas situações.

A trama traz também os conflitos do casal Mônica e Nathalia, duas garotas rebeldes que se refugiam nas drogas, e as desventuras de Rebeca, uma modelo plussize explorada pelo namorado em vídeos sensuais com ‘pitadas’ de violência.

O preconceito declarado contra a mulher perseguirá Elaine, uma mestre de obras de personalidade forte, por toda a trama. Além de lidar com os comentários maldosos e a resistência de alguns operários, ela se verá diante de uma situação ainda mais delicada: a discriminação e o bullying sofridos pela filha Carmen na escola.

Um grande mistério se materializa na figura de Madalena, uma escritora assombrada por fantasmas de um passado terrível. Em pinceladas de suspense ao longo da temporada, trechos instigantes de sua vida são revelados, trazendo à tona os horrores que marcaram para sempre a história do Brasil.

Um depoimento real marca o final de cada episódio, dando relevos documentais – e, portanto incômodos – às histórias que poderiam acomodar-se nos moldes da ficção.

Assista a websérie no YouTube, pelo canal Mulheres em Série. Curta a página Mulheres em Série no Facebook. Saiba mais no site oficial da Mulheres em Série.

Compartilhar: