ONU: Começa nesta segunda-feira (09) em Nova York evento sobre a situação das mulheres no mundo

817
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(ONU Brasil, 09/03/2015) Apesar do progresso na esfera política e econômica nos últimos vinte anos, as conquistas dos direitos das mulheres ainda não foram o bastante para pôr fim à desigualdade de gênero.

Começa, nesta segunda-feira (09), em Nova York (09), o 59ª sessão da Comissão sobre o Status da Mulher (CSW) na sede das Nações Unidas, que tem como objetivo discutir o progresso e as lacunas em matéria de igualdade de gênero e empoderamento das mulheres. Estados-membros da ONU, organizações da sociedade civil e entidades da ONU se reunirão, durante duas semanas, para deliberar sobre a implementação da Declaração de Pequim de 1995 e sua Plataforma de Ação.

Leia mais:
Brasil participa da 59ª Comissão sobre a Situação da Mulher em Nova York (SPM, 10/03/2015)
ONU: educação e capacitação podem fortalecer mulheres (Agência Brasil, 08/03/2015)
Igualdade de gênero não será conquista espontânea, diz representante da ONU (Veja, 08/03/2015)

Anistia Internacional alerta para ameaça de retrocesso nos direitos das mulheres (Agência Brasil, 08/03/2015)
Mortalidade materna cai no Brasil, mas não atingirá meta da ONU (BBC Brasil, 08/03/2015)
Direitos alcançados pelas mulheres nos últimos cem anos estão sob ameça, alertam especialistas da ONU (ONU Brasil, 06/03/2015)
Igualdade para as mulheres é progresso para todos, diz a ONU. Companhias brasileiras teimam em discordar (O Estado de S.Paulo, 07/03/2015)

A sessão deste ano marca o 20º aniversário daquele encontro histórico, que liderou um documento de política global fundamental – aprovada por unanimidade por 189 países na conferência – em áreas críticas, como as mulheres e a pobreza, a violência contra as mulheres e os direitos humanos das mulheres.

Atualmente, apenas 20% dos parlamentares é mulher. Cerca de 50% das mulheres no mundo tem empregos remunerados, um aumento de 40% em relação aos últimos 20 anos, apesar de persistir a desigualdade salarial. Nesse ritmo a igualdade entre gêneros no emprego levaria mais de 80 anos para ser alcançada. Além disso, a violência contra a mulher afeta uma em cada três mulheres no mundo.

Ano passado, a ONU Mulheres lançou a campanha global “Pequim+20: Empoderar mulheres. Empoderar a humanidade. Imagine!” com o objetivo de reacender o debate sobre igualdade de gênero por meio de eventos e engajamento, já como parte dos preparativos para o encontro. Mais de 1.100 ONGs e um total de 8.600 representantes da sociedade civil se registraram para participar da sessão deste ano, significando um novo recorde.

Paralela às reuniões oficiais da Comissão, cerca de 200 eventos estão sendo planejados por governos e agências da ONU, e outros 450 pela sociedade civil.

Acesse no site de origem: ONU: Começa nesta segunda-feira (09) em Nova York evento sobre a situação das mulheres no mundo (ONU Brasil, 09/03/2015)

Compartilhar: