Especialistas apontam falta de fiscalização para cumprimento da cota de mulheres na política

Compartilhar:
image_pdfPDF

Estudo da ONU Mulheres e do PNUD aponta o Brasil como um dos piores países da América Latina em relação a direitos e participação política feminina

(O Globo | 25/09/2020 | Por Gabriela Oliveira)

Pesquisadoras de questões de gênero e na área de direitos humanos destacam a necessidade de fiscalização do cumprimento da cota de 30% de candidaturas femininas pelos partidos, para evitar o lançamento de “laranjas”. Estudo divulgado nesta quinta-feira pela pela ONU Mulheres e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) aponta o Brasil como um dos piores países da América Latina em relação a direitos e participação política das mulheres.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: