Queda de Marina é puxada por mulheres e brancos

3902
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Dilma mantém vantagem entre negros na reta final

(Agência Patrícia Galvão, 02/10/2014) A quarta edição da série de análises Gênero e Raça nas Eleições Presidenciais 2014: A força do voto de mulheres e negros mostra que a preferência do eleitorado pela candidata Marina Silva, segunda colocada nas pesquisas de intenção de voto, caiu ao longo do último mês, puxada principalmente pela perda na intenção de voto de mulheres e brancos. Nesses segmentos, Dilma, estável, para de crescer.

Entre as mulheres, a candidata do PSB perdeu 10 pontos percentuais, passando de 35%, na pesquisa Ibope realizada de 31 de agosto a 2 de setembro, para 25% no levantamento feito entre 25 e 30 de setembro. Na mesma base de comparação, a intenção de voto em Dilma Rousseff subiu de 35% para 38%.

Entre os eleitores brancos, Marina caiu também 8 pontos percentuais em um mês, passando de 32% para 24% das intenções de voto, enquanto entre negros a candidata perdeu 6 pontos em setembro, indo de 32% para 26%.

mulheres primeiro turno

negros primeiro turno

Com isso, Dilma apresenta em relação a Marina vantagem de 13 pontos entre as mulheres e de 15 pontos entre os negros. “A 5 dias do primeiro turno Marina apresenta tendência de queda entre mulheres, segmento em que boa parte costuma definir sua escolha às vésperas da votação”, destaca a diretora executiva do Instituto Patrícia Galvão Jacira Melo.

A queda de Marina também ampliou o cenário de indefinição em relação ao resultado do primeiro turno. “As intenções de voto em Marina Silva e Aécio Neves se aproximam (25% e 19%, respectivamente) em razão da queda de Marina nos diversos segmentos. Chama atenção a tendência de queda entre negros, parcela majoritária do eleitorado”, destaca a diretora. “Ainda não há certeza sobre quem disputará o 2º turno com Dilma Rousseff”, complementa.

geral primeiro turno

A 5 dias da votação, indefinição do eleitorado ainda é marcante

Além da aproximação entre Marina e Aécio na intenção de votos do primeiro turno, outro fator que corrobora com o cenário incerto é a indefinição de parte dos eleitores, que segue alta mesmo a poucos dias da votação: 26% ainda não citam candidato espontaneamente, segundo a pesquisa Ibope.

indefinidos primeiro turno

O patamar é sustentado por uma parcela significativa de indefinidos em todos os segmentos, sendo que entre as mulheres a taxa é ligeiramente maior, conforme evidencia o gráfico abaixo.

indefinicao por segmento_primeiro turno

Marina apresenta tendência de queda também no 2º turno

No último mês, Marina manteve tendência de queda entre mulheres e homens, perdendo 8 e 7 pontos percentuais, respectivamente, quando se compara a pesquisa realizada de 31 de agosto a 2 de setembro com o levantamento feito de 25 a 30 de setembro.

Entre brancos Marina perdeu 12 pontos percentuais e 4 pontos entre negros, que mantêm uma tendência pró-Dilma.

Apresentação do PowerPoint

Apresentação do PowerPoint

A tendência de queda de Marina colocou Dilma na liderança numérica do 2º turno pela primeira vez na pesquisa de 25 a 30 de setembro, em cenário de empate técnico captado pela quarta pesquisa consecutiva.

total geral segundo turno

Veja os dados na íntegra: quarta edição da série de análises Gênero e Raça nas Eleições Presidenciais 2014: A força do voto de mulheres e negros

>> Confira também as edições anteriores

Sugestão de fonte:
JaciraMelo_CREDITOArquivoJacira Melo
Diretora executiva do Instituto Patrícia Galvão
[email protected]
(11) 3262.2452 / 3266.5434 / 97619.9076 (Ascom)
Compartilhar: