Campanha cobra 30% a mais de homens em restaurante para provar desigualdade

2432
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Correio Braziliense, 15/04/2015) Campanha de agência de comunicação faz pegadinha em restaurante paulista, cobrando a mais de homens

Em um restaurante no Centro de São Paulo, clientes se surpreenderam ao pegar o cardápio e se deparar com dois preços diferentes: um para mulheres e outro para homens – com pratos 30% mais caros. A reação foi recorrente: todos bufaram e se indignaram, inclusive mulheres. “No Brasil, as mulheres recebem em média 30% a menos para desempenhar as mesmas funções. Isso sim é injustiça”, foi a resposta do restaurante, por meio de um bilhete que o gerente trazia.

A pegadinha integra campanha de uma agência de comunicação contra a desigualdade salarial entre homens e mulheres, batizada de The unfair menu (O cardápio injusto). “As pessoas até perguntavam se a comida era melhor ou se a porção era maior, e esse era justamente o nosso ponto: não tem nenhuma justificativa”, conta a idealizadora e redatora da campanha, Camila Gurgel.

Se a definição de feminismo é a busca pela igualdade de gêneros, a brasiliense de 25 anos se considera feminista. A campanha não foi encomenda de nenhum cliente, consta como portfólio, e a temática foi escolhida em consonância com o recente debate sobre defasagem salarial.

“O público já não aceita mais campanhas machistas e desrespeitosas”, defende Gurgel. Ela cita os casos recentes de marcas de cerveja e esmalte que tiveram de se desculpar publicamente por campanhas desrespeitosas com o público feminino. A agência em que Camila trabalha defende igualdade salarial e decidiu fazer uma campanha “se posicionando de maneira criativa”, explica a brasiliense.

O vídeo foi feito em março e lançado nesta semana. A data foi proposital: terça-feira, 14, é o Equal Pay Day, dia internacional de luta pela igualdade de salários.

Acesse no site de origem: Campanha cobra 30% a mais de homens em restaurante para provar desigualdade (Correio Braziliense, 15/04/2015)

Compartilhar: