Mulheres receberão menos que os homens por mais 170 anos, diz estudo

539
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Relatório também aponta que nenhum país acabou com as diferenças de gênero

(O Globo, 26/10/2016 – acesse no site de origem)

Um novo relatório revelou que o hiato entre a relação salarial de gênero não será finalizado por mais 170 anos se a atual tendência continuar. O estudo realizado anualmente, e publicado pelo Fórum Econômico Mundial, também demonstrou que a relação salarial voltou ao patamar em 2008, depois de atingir seu auge em 2013.

Apesar das breves mudanças, o relatório alertou que, até o momento, nenhum país conseguiu acabar com o hiato das diferenças de gênero. Ainda assim, Islândia, Finlândia, Noruega, Suécia e Ruanda foram os países que melhor se destacaram no Índice Global de Diferença de Gêneros, atingindo até 80% dos indicadores.

O índice mede as diferenças econômicas, educação, saúde e empoderamento político. Os Estados Unidos estão na 45ª colocação no ranking, e atingiram 72% dos indicadores, enquanto o Brasil está na 85ª posição. O Iêmen, por sua vez, fica atrás dos 144 países listados no índice.

Compartilhar: