Recuperação do emprego tem beneficiado mais homens do que mulheres no Brasil

122
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Estudo do Credit Suisse alerta para risco de desequilíbrio de gênero duradouro no país

(Folha de S. Paulo | 28/09/2021 | Por Érica Fraga)

SÃO PAULO

As mulheres brasileiras que desistiram de procurar emprego por falta de esperança de conseguir uma vaga somaram 3,1 milhões no segundo trimestre de 2021, nível ligeiramente superior aos 3,06 milhões registrados entre abril e junho de 2020 e recorde para esse período do ano desde, pelo menos, 2012.

Já entre os homens, o total de desalentados –nome dado aos que gostariam de trabalhar, mas desistiram, ao menos temporariamente– recuou para 2,5 milhões, uma queda de 5%, na mesma base de comparação.

Os números foram levantados pela Folha nos microdados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Acesse a matéria completa no site de origem

Compartilhar: