SPM e Ministério dos Transportes discutem inclusão das mulheres nas obras do PAC

444
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(SPM, 27/07/2016) O setor que mais emprega no país é o da construção. Tradicionalmente masculino, esse mercado cada dia mais vem sendo conquistado pelas mulheres. A última análise divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2002, mostra que somente 0,6% das mulheres ocupadas no mercado de trabalho atuam no setor da construção.

Para aumentar o número de mulheres nas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), geridas pelo Ministério dos Transportes e Aviação, a secretária Especial de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, e a deputada federal Marinha Raupp (PMDB-RO) estiveram reunidas na noite dessa terça-feira (26) com o ministro da pasta, Maurício Quintella. Participaram também a prefeita de Mar Vermelho (AL), Juliana Almeida.

“Temos um crescimento da procura de mulheres por capacitação nas diversas áreas da construção. É um importante mercado, que mais emprega no país. Precisamos garantir o ingresso de mais mulheres”, defendeu Fátima Pelaes.

A deputada Marinha Raupp ressaltou a busca de um trabalho integrado, tanto pela SPM, quanto pela bancada feminina no Congresso Nacional na perspectiva de ações transversais para a ampliação da autonomia das mulheres.

“Na área de Transportes, temos grandes projetos de infraestrutura, que promovem a integração, que podem ser geradoras de empregos. Que, assim como ocorreu em Rondônia, nas obras de Jirau, muitas mulheres possam encontrar novas oportunidades em uma nova frente”, disse.

A deputada também sugeriu a construção de uma parceria com a indústria para a capacitação das mulheres nas mais diversas atuações.

O ministro ressaltou a importância da iniciativa e disse que irá estudar a possibilidade de inclusão das mulheres nas obras. “Vamos firmar uma parceria para dar oportunidade de trabalho a mais mulheres”, disse Quintella.

Comunicação Social

Acesse no site de origem: SPM e Ministério dos Transportes discutem inclusão das mulheres nas obras do PAC (SPM, 27/07/2016)

Compartilhar: