Américas têm duas novas representantes no Comitê Cedaw

985
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(ONU Mulheres, 02/07/2014) Com as eleições da cubana Magalys Arocha Dominguez e da peruana Gladys Acosta Vargas, região passará a dispor de cinco assentos em Comitê de peritas sobre os direitos das mulheres – as outras representações são do Brasil, da Jamaica e do Paraguai

O Comitê de Acompanhamento da Convenção para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres (Cedaw) ganhou dois reforços das Américas: a cubana Magalys Arocha Dominguez e a peruana Gladys Acosta Vargas, que exercerão mandato até dezembro de 2018. Elas se juntarão a outras três especialistas eminentes das Américas: a brasileira Silvia Pimentel, a jamaicana Barbara Bailey e a paraguaia Olinda Bareiro-Bobadilla, cujos mandatos seguirão até dezembro de 2016. Todas as candidaturas para o Comitê são feitas pelos governos dos países na condição de Estados-Membros das Nações Unidas.

Acesse a íntegra no Portal Compromisso e Atitude: Américas têm duas novas representantes no Comitê Cedaw (ONU Mulheres, 02/07/2014)

Compartilhar: