Antropóloga Debora Diniz deixa o país por ameaças de grupo antiaborto

264
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Antropóloga deixa o Brasil por ameaças de ‘Celibatários Involuntários’

Preço da intolerância

Professora e pesquisadora da UnB, a antropóloga Débora Diniz precisou deixar o Brasil, com o marido, por causa de ameaças de morte. Ela é conhecida pela atuação em defesa dos direitos reprodutivos das mulheres. E passou a ser perseguida por um grupo antiaborto de extrema direita na deep web (o submundo da internet), o “Celibatários Involuntários”.

(Globo.com – 24/11/2018 – acesse no site de origem)

Por Ancelmo Gois

Compartilhar: