Contra assédio e violência de gênero, Google Assistente responde perguntas agressivas à altura

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Veja | 03/05/2022 | Por Alessandro Giannini)

O Google adotou, no Brasil, uma política de combate ao assédio e à violência de gênero em sua ferramenta de assistência pessoal virtual, o Google Assistente. A exemplo do que acontece em outros países sempre que o usuário fizer perguntas agressivas ou usando termos ofensivos, o aparelho responderá à altura. Dependendo do grau de ofensividade, a resposta poderá ser bem-humorada, instrutiva ou peremptória. “O respeito é fundamental em todas as relações, inclusive na nossa” e “Não fale assim comigo” são dois exemplos que poderão ser mais ouvidos. A frase usada anteriormente, “Desculpe, não entendi o que disse”, será ouvida em diferentes contextos.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: