Metade dos homens da geração Z acha que o feminismo foi longe demais e atrapalha o seu sucesso

Compartilhar:
image_pdfPDF

Um em cada cinco jovens entre 16 e 24 anos tem visão negativas sobre as feministas, afirma um relatório da organização britânica Hope Not Hate

(O Globo/Celina | 09/08/2020)

Metade dos meninos e homens entre 16 e 24 anos acredita que o feminismo “foi longe demais” e torna mais difícil a eles ter sucesso, afirma um relatório divulgado pela organização britânica Hope Not Hate.A pesquisa visou entender o impacto da pandemia do novo coronavírus nas vidas dos jovens. foram ouvidos mais de 2 mil pessoas entre 16 e 24 anos, ou seja, que pertencem à chamada Geração Z. O relatório final cobre uma variedade de assuntos, incluindo a pressão sentida por esses jovens sobre seu futuro, a falta de representação política e suas atitudes em relação às mulheres.

Acesse o artigo completo no site de origem.

Compartilhar: