Diretor da USP pede “hombridade” às mulheres estupradas na universidade

827
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Spresso SP, 27/11/2014) Para José Otávio Costa Auler Júnior, que comanda a Faculdade de Medicina, faltou “honestidade” das vítimas de violência sexual, ao não comunicar os casos à instituição

Em reunião da Congregação da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), José Otávio Costa Auler Júnior, diretor da faculdade, deu sua opinião sobre os casos de estupros denunciados recentemente, pedindo “hombridade” às mulheres.

Leia mais:
USP, estupros e metrô, por Fernanda Mena (Folha de S. Paulo, 01/12/2014)
Violência universitária, por Drázio Varella (Folha de S. Paulo, 29/11/2014)

“As vítimas de estupro devem ter a hombridade e honestidade de comunicar pessoalmente o caso à direção”, disse Auler Júnior. Na mesma reunião, o diretor da FMUSP anunciou a proibição de bebidas alcoólicas dentro da faculdade.

Auler Júnior também divulgou que a faculdade está investigando três casos de estupro e um de racismo, antes de proferir a frase ao melhor estilo “Rodas”, ex-reitor da USP.

Acesse no site de origem: Diretor da USP pede “hombridade” às mulheres estupradas na universidade (Spresso SP, 27/11/2014) 

Compartilhar: