Só em 2021, mais de 2.300 pessoas se tornaram órfãs de vítimas de feminicídio no Brasil, aponta estudo

270
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública ajudaram a detalhar a violência contra a mulher no Brasil, mostrando recortes demográficos por raça, idade e filhos.

(Fantástico |10/04/2022)

O Fantástico teve acesso com exclusividade a um levantamento que revela o perfil das vítimas de feminicídio no Brasil, um dos países que mais mata mulheres no mundo. O estudo, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), mostra como mulheres de diferentes raças e idades são alvo de crimes de violência de gênero, e a equipe de reportagem contou histórias de famílias que tiveram as vidas marcadas pelo feminicídio.

Segundo o estudo do FBSP, em 2021 o Brasil perdeu mais de mil e trezentas mulheres por crimes de feminicídio. A média é de mais de 25 casos por semana, ou pelo menos uma mulher morta a cada 8 horas. Outros dados ainda trazem recortes mais específicos deste crime bárbaro:

  • 97,8% das vítimas foram mortas por um companheiro atual, antigo ou outro parente
  • 66,7% das vítimas são mulheres negras
  • Mais de 70% das mulheres mortas tinham entre 18 e 44 anos, ou seja, idade reprodutiva

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: